Fiscalização eletrônica através de Pardais começa a funcionar neste domingo

094d53b3-2957-41ab-8745-a231ae62d048

O motorista que exceder a velocidade permitida nas vias, ultrapassar o semáforo quanto estiver no vermelho e parar na faixa de pedestre, estará sendo vigiado e multado com maior rigor a partir de hoje. Os conhecidos “pardais” que fazem a fiscalização eletrônicas nas principais vias de Maceió, passam a funcionar neste domingo (28).

A fiscalização foi implantada como medida educativa e vai estar em pontos onde há grande incidência de acidentes causados por desrespeito às leis de trânsito. Das 23h00 até ás 05h00 da manhã, os condutores até podem ultrapassar no farol vermelho por questão de segurança, desde que respeitem a velocidade máxima de 50 e 60km, dependendo da via.

De acordo com o órgão, a instalação da fiscalização eletrônica foi uma necessidade após um levantamento realizado em alguns locais onde é grande a quantidade de acidentes aliada ao desrespeito à sinalização. “Um estudo foi realizado nos locais onde, infelizmente, a imprudência de condutores resulta em acidentes até com mortes no trânsito. O objetivo da fiscalização eletrônica é fazer as pessoas respeitarem principalmente os limites de velocidade e estes índices negativos diminuírem consecutivamente”, explica o superintendente da SMTT, Tácio Melo.

Nesta primeira etapa, 10 pontos receberam a fiscalização eletrônica na cidade nas Avenidas Durval de Goés Monteiro, Fernandes Lima, Menino Marcelo, Álvaro Otacílio e Governador Afrânio Lages – conhecida como Leste/Oeste.

Entre janeiro de 2014 e janeiro de 2016, foram registrados em Maceió 4.206 acidentes de trânsito: 346 na Avenida Durval de Goés Monteiro, 237 na Fernandes Lima, 125 na Menino Marcelo, 40 na Álvaro Otacílio e outros 21 na Avenida Governador  Afrânio Lages.

“São vias onde mais frequentemente acontecem acidentes de trânsito dos mais variados tipos, inclusive com casos de pessoas que vieram a óbito. Além da velocidade excessiva, a fiscalização eletrônica estará nestes locais para inibir os avanços de sinal vermelho e parada em faixas de pedestres”, esclarece o superintendente da SMTT ao afirmar que o uso deste tipo de equipamento diminuiu o número de acidentes em outras capitais do Brasil.

A fiscalização eletrônica vai englobar todos os veículos, cujos condutores cometam infração de trânsito, podendo acumular mais de um tipo para determinada situação como, por exemplo, avançar o sinal vermelho e exceder o limite de velocidade.

As vias já contam com placas indicando a fiscalização eletrônica nos dois sentidos e antes dos equipamentos com placas sinalizando que a via está sendo monitorada pela fiscalização eletrônica. Nas do tipo de velocidade máxima permitida e lombada eletrônica, displays com luzes também facilitarão a visualização do condutor.

Cada Minuto