Atuação do Estado para a melhoria do SUS é destaque em seminário do PPSUS

Alagoas tem se destacado pelo trabalho harmonioso entre a Fapeal e a Sesau, por sua participação nas seis edições do Programa de Pesquisas para o Sistema Único de Saúde (PPSUS), programa nacional que financia pesquisas voltadas ao fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) e o fim das desigualdades regionais na área da saúde.

A referência ao Estado como modelo em pesquisas visando à melhoria da saúde pública foi enfatizada pelo secretário nacional de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégico, Marco Fireman, na abertura do Seminário de Análise e Avaliação Parcial das 20 pesquisas alagoanas aprovadas pelo PPSUS.

Organizado pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesau), em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas (Fapeal), o seminário, iniciado nesta quarta-feira (27), segue até esta quinta-feira (28) no auditório do Hotel Best Western, em Ponta Verde.

Ao destacar a importância de Alagoas no incentivo às pesquisas do PPSUS, o secretário Marco Fireman enfatizou que somente com a atuação em sintonia das gestões federal, estadual e municipais pode-se avançar e garantir uma assistência cada vez mais efetiva e abrangente aos usuários do SUS.

O superintendente de Atenção à Saúde da Sesau, José Medeiros, representando o secretário Christian Teixeira, ressaltou a importância do investimento em pesquisa. “A gestão estadual de saúde tem se destacado como grande incentivadora da ciência, especialmente em sua aplicação direta na saúde e bem-estar de nossa população”, ressaltou.

Todos os projetos aprovados pelo programa, em sua última edição, de acordo com a coordenadora do setor de Ciências e Tecnologias da Sesau, Ivana Pita, serão avaliados no seminário, seguindo os critérios técnicos do edital. “Serão observadas a aplicabilidade dentro do SUS, além do uso dos recursos disponibilizados e o cronograma dos trabalhos”, destacou Ivana.

O seminário, com participação de representantes da área técnica da Sesau, da Fapeal e da comunidade acadêmica, também marcou o aniversário dos 27 anos da Fapeal.

Em discurso, seu diretor-presidente, Fábio Guedes, destacou a parceria entre a Fundação e a Sesau como essencial para o avanço da assistência em Alagoas.

Uma das pesquisadoras presentes ao seminário, Camila Dornelas, apresentou seu trabalho intitulado ‘Prevenção primária e secundária nas leishmanioses – Investigação de extrato de própolis vermelha em co-terapia com Glucantine’.

“Nossa pesquisa tem alcançado resultados promissores e esperamos contribuir para a qualidade de vida e tratamento de futuros pacientes. Ações como o PPSUS são importantes para a construção de conhecimento, sendo a forma mais certa para evolução de assistência prestada a todos os brasileiros”, reforçou Camila.

Ascom – 28/09/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *