10ª Vara Cível de Arapiraca é homenageada pela Ordem dos Advogados do Brasil

Em alusão ao Dia do Advogado, comemorado nesta sexta-feira (11), a Ordem dos Advogados do Brasil / Subseção de Arapiraca homenageará, na noite de hoje (10), às 19h, o magistrado André Gêda Peixoto Melo e os servidores da 10ª Vara Cível da Comarca de Arapiraca por considerar que a unidade judiciária atua como modelo no agreste alagoano.

    Na solenidade, realizada na sede da OAB de Arapiraca, será conferida a Comenda Dr. João Batista para todos os que compõe a vara. “Fiquei muito surpreso e feliz com o convite. Nossa unidade judiciária não costuma acumular processos e ter esse reconhecimento da Ordem dos Advogados é gratificante para toda a equipe”, disse o magistrado André Gêda, titular da unidade.

    O evento contará com a entrega de duas comendas, uma em memória ao advogado João Batista, outorgada para personalidades que colaboram com a advocacia e a outra em memória do advogado Edson Holanda, outorgada para personalidades da própria advocacia.

    “O Dia do Advogado é motivo para inúmeras comemorações por todo o Brasil, e a Subseção de Arapiraca já adotou em sua agenda permanente essa data para prestar uma justa homenagem aos muitos advogados abnegados que se dedicam diuturnamente no exercício de lutar pela correta aplicação da justiça, mas não apenas a eles, a Ordem também presta homenagem a quem colabora para o desenvolvimento da advocacia”, explicou o presidente da OAB/Subsecção Arapiraca, Hector Igor Martins.

    Em maio deste ano, a 10ª Vara Cível de Arapiraca foi uma das unidades premiadas pelo Juízo Proativo do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), na categoria Padrão Mais Proativo, por se destacarem no período de dezembro de 2015 a novembro de 2016.

    A avaliação é realizada pela divisão de estatística da Assessoria de Planejamento e Modernização do Poder Judiciário (APMP), que realiza apurações periódicas e transforma em relatórios, para avaliar os resultados. As metas atingidas pelas unidades judiciárias de 1º grau contemplam estratégias estabelecidas pelo Conselho Nacional de Justiça, assim como os objetivos institucionais do TJ/AL, para que as unidades possam trabalhar dentro desse plano estratégico.

Ascom – 10/08/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *