Tigre branco mata cuidador em zoológico

Um homem de 40 anos que atuava como cuidador de animais em um zoológico no Japão acabou morto após ser atacado por um tigre branco raro. O homem foi encontrado com o pescoço sangrando na jaula do animal, chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu.

O ataque ocorreu segunda-feira no Parque Zoológico de Hirakawa, na cidade de Kagoshima, e, segundo autoridades, teria envolvido um dos quatro tigres brancos do local. O animal foi sedado com um tranquilizante antes que a equipe de resgate e a polícia chegassem.

A polícia está investigando como o zoológico cuida de seus tigres brancos, informou a agência de notícias japonesa Kyodo. Ainda não está claro o que teria motivado o ataque, diz o Terra.

Em 2017, uma cuidadora britânica foi morta em circunstâncias parecidas – também por um tigre, na jaula – só que em um zoológico de Cambridgeshire, na Inglaterra.

Caso semelhante foi registrado no mesmo ano em um parque nacional na Índia. Um outro cuidador sobreviveu a um ataque na província russa de Kaliningrado.

Tigres brancos

Os tigres brancos são uma variante rara da subespécie de pelos alaranjados chamada Tigre de Bengala – e devem sua cor mais clara a um gene recessivo.

Hoje, os poucos que existem vivem em cativeiro, onde são cruzados para manter a cor característica.

Vários desses animais encontrados em zoológicos têm problemas de saúde, como problemas de visão e deformidades.

O último tigre branco de vida livre identificado foi baleado em 1958.

Antes dele, aparições pontuais na natureza foram observadas na Índia.

09/10/2018

(Visited 7 times, 1 visits today)