A nova sede da Câmara Municipal de Maceió foi inaugurado sem licitação

A nova sede da Câmara Municipal de Maceió (AL) foi inaugurada sob aplausos na última quinta(13), porém, o que muitos não sabem é que a sede foi alugada a um custo milionário, sem licitação.

O contrato de cinco anos firmado em R$ 3 milhões, exige do legislativo o pagamento de  R$ 55 mil mensais. A dispensa de licitação foi justificada pela dificuldade de encontrar espaço adequado para abrigar a estrutura do Legislativo.

A nova sede da Câmara foi alugada à empresa Aliança Administração e Participações LTDA, que tem como um dos sócios-administradores o presidente da Cooperativa Regional dos Produtores de Açúcar e Álcool de Alagoas, José Ribeiro Toledo Filho, irmão do conselheiro de Contas Fernando Toledo.

O prédio localizado no Jaraguá que passou por obras de adequação, durante quase todo o ano de 2018 tem 50 salas, dois plenários, sala de eventos e galeria em que cidadãos acompanham a sessão por aparelhos de televisão.

No entanto, ao contrário do velho prédio do Centro, que não abrigava nenhum gabinete parlamentar, a futura sede da Rua Sá e Albuquerque vai acolher de 11 a 15 vereadores com gabinetes, o que deve minimizar os custos com prédios alugados por vereadores.

Quase dois anos depois de ser alertado pela Defesa Civil sobre os riscos da estrutura da antiga sede do Centro, usada por mais de 60 anos, o presidente Kelmann resolver colocar a mudança em prática.

A solenidade foi prestigiada pelo prefeito Rui Palmeira (PSDB), líderes comunitários e populares. Ocasião em que o presidente do Legislativo municipal, Kelmann Vieira (PSDB), se emocionou ao inaugurar um dos plenários que recebeu o nome do vereador assassinado a facadas em setembro, Silvânio Barbosa (MDB), que recebeu várias homenagens no decorrer do evento.

* Com A Notícia.

(Visited 2 times, 1 visits today)